Google+
segunda-feira , 11 dezembro 2017

Pernas pra que te quero!

betina2Você é daquelas que fica toda esbaforida quando sai correndo para alcançar alguém? Pode até parecer que seu caso é perdido, mas se você já se pegou sentindo inveja positiva daquela mulher que certa vez passou ao seu lado suando de tanto praticar, atenção, esta matéria é para você.

Saiba que não é só contigo que dá aquela preguiça na hora de sair de casa para correr. Quase todo mundo sofre com isso, tudo é uma questão de hábito. Quem consegue vencer a barreira inicial ganha em qualidade de vida. A corrida como qualquer outro exercício, pode ser aprendida. E ainda com poucos gastos, você precisa investir uma grana inicial em um bom par de tênis.

Quer mais vantagens? Correr faz bem à saúde, combate o estresse, seca as gordurinhas e deixa os músculos da barriga, coxas e bumbum rígidos. A atividade contínua possibilita ainda diversos outros benefícios, como aumento da circulação sanguínea, melhora da oxigenação do cérebro e, por consequência, o raciocínio e a criatividade.

Segundo o psiquiatra Vinícius Voguel, a corrida não fortalece apenas o coração e os músculos, também a inteligência, a atenção, a memória e a capacidade intelectual, refletindo em um melhor desempenho pessoal e social. Além de ajudar no tratamento de sintomas depressivos, ansiosos e demenciais (associados com o aumento da idade), ele cita três efeitos importantes dessa atividade quando realizada de maneira regular: aumento da sensação de bem-estar (pois reduz o hormônio cortisol, um dos responsáveis pelo estresse); melhor processamento das emoções (com aumento de triptofano, substância que é um precursor do neurotransmissor serotonina); sentimento de euforia (chamado efeito runner’s high).

“É importante salientar que quando a prática da corrida é feita de forma coletiva, os efeitos acima citados tornam-se ainda mais presentes, pois além de todos os benefícios mecionados, temos ainda o fortalecimento das relações interpessoais que ocorrem durante essa atividade, proporcionando assim uma grande sensação de bom humor e de motivação”, conclui Vogel.

A corrida funciona como uma espécie de religião. Primeiro as pessoas “se convertem”, depois não conseguem mais parar. “Com o incentivo da minha tia Sarah Salles comecei a correr e me apaixonei. Hoje me considero uma corredora”, diz Betina Teixeira, 36 anos que treina 4 vezes na semana corrida e uma vez funcional. Esse ano ela correu sua primeira meia maratona 21 km completados em 2 horas e 9 minutos. “Segui uma planilha que o meu coach Tiago Barros preparou especialmente para essa primeira maratona, meu objetivo além de terminar era fazer ela inteira correndo”, comenta. betina

Tenha sempre em mente que a atividade deve ser feita com constância e equilíbrio. Dessa forma, a regra é não perder o fôlego. Em suma, tenha paciência, não pule etapas e aproveite as maravilhas de correr, pois faz bem para o corpo e enobrece a alma.

Confira também

Para mulheres: Faça as horas na academia valerem a pena

Mulher: conexão mente e corpo No universo feminino a representação do corpo, na maioria das …

Tática para envelhecer com saúde

Envelhecer é um processo natural e inevitável cujos sinais iniciam a partir dos 30 anos. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *