Google+
quarta-feira , 13 dezembro 2017

Neste inverno, aqueça os cuidados com seu melhor amigo

aqueça seu petO médico veterinário Moisés Oliveira explica porque dobrar a atenção com seu pet na época de temperatura baixa.

Quando as últimas folhas secas estão por cair, é hora de começar a abastecer o guarda-roupa e cuidar mais da saúde e da alimentação dos animais de estimação – assim como do próprio proprietário. Durante os meses de temperaturas baixas, estes cuidados específicos precisam ser mantidos por inúmeras razões. Com ou sem umidade, o clima propicia o aparecimento de várias enfermidades que muitas vezes são fatais, as quais o médico veterinário Moisés Oliveira explica.

“Doenças do trato respiratório são muito comuns nestas épocas, como pneumonia, tosse dos canis e rinotraqueíte viral”. A pneumonia ataca os cães, ela se caracteriza pela tosse seguida de vômitos constantes, olhar triste e desanimado e perca de peso e apetite. A tosse dos canis, que também é canina, ataca o sistema respiratório dos animais produzindo crises de tosse, o que deixa os proprietários com a impressão de que estão com algo trancado na garganta – é uma doença que aparece sem avisar. No caso dos felinos, o que acontece é a rinotraqueíte viral, ela causa febre, espirros seguidos, conjuntivite, rinite e salivação – o animal fica babando devido à presença de aftas na boca dos gatos os impedindo de comer. “Estas enfermidade podem ser evitadas com vacinas aplicadas por um médico veterinário, junto a boa alimentação, repouso e se o caso for muito grave pode ser necessário internar o animal”, diz Moisés.

Cuidados com a temperatura dos animais também deve existir. De acordo com Moisés, a atenção deve ser voltada à pelagem e rotina de banhos. “Animais de pelos longos devem ser escovados semanalmente, com ou sem banhos, e podem ser tosados de maneira que a pelagem não fique muito curta”, coloca. O médico também afirma haver a opção de vestir o cão com roupinhas específicas para ajudar a manter a temperatura do animal e, no caso de animais de grande porte, que normalmente ficam soltos pelo pátio, estes devem ter a disposição uma casinha confortável abrigada do vento e da chuva para garantir o mínimo de conforto.

Para ajudar na temperatura, a alimentação também auxilia. “No inverno também temos que ter cuidados com a alimentação. Ela deve ser oferecida em uma quantidade superior, pois o animal gasta mais energia para se aquecer e manter sua temperatura corporal, o que aumenta a ingestão de alimento”, fomenta Moisés, lembrando que cuidar do seu pet não deve se restringir apenas a uma estação do ano ou tipo de clima, mas durante o ano todo.

Confira também

A estética do seu pet

A estética do seu pet

Como sabemos, nossos amiguinhos de quatro patas necessitam de vários cuidados. Além da saúde, temos …

animal atropelado

6 passos para socorrer o pet que foi atropelado

Um animal atropelado é sempre uma emergência e as providências precisam ser o mais rápido …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *