Google+
terça-feira , 17 outubro 2017

Aftas: previna-se!

AftasA incômoda afta é uma doença que prejudica o seu sorriso e sua saúde bucal. Passe a colocar no seu check-up anual as visitas ao seu dentista como primordial e obrigatório.

Muitas são as doenças que podem afetar o sorriso de uma pessoa, especialmente dos que acham que não é necessário ir com frequência ao dentista. A ausência de higiene e dos cuidados com a limpeza dos dentes e de toda a boca é a principal responsável pelos males que vão desde uma simples gengivite até algo mais grave.

A afta se apresenta como uma lesão ulcerada arredondada, recoberta por uma membrana branco-amarelada, circundada por um halo vermelho. Pode ocorrer em qualquer ponto da cavidade bucal, ser isolada ou múltipla, e seu tamanho também pode variar. Com duração média de 7 a 10 dias, as lesões não deixam cicatriz, e sua identificação se dá pelo seu aspecto, pela dor que provoca e pelo tempo de duração.

Todas as faixas etárias podem ser atingidas. No entanto, as lesões costumam ser mais frequentes em crianças, adolescentes e adultos jovens – devido à grande incidência de trauma (mordida acidental, uso de aparelho ortodôntico), mas, principalmente, em função da dieta habitualmente rica em alimentos ácidos (refrigerantes, sucos, frutas ácidas).

As aftas não oferecem perigo, mas é preciso estar atentos às lesões que não cicatrizam em até 15 dias. Nestes casos, um cirurgião-dentista deve avaliar o local e verificar se não se trata de um carcinoma epidermóide, causador do câncer bucal, que frequentemente começa como uma lesão ulcerada. Também existem algumas doenças sistêmicas com manifestações na cavidade bucal, como o lúpus ou herpes que, em determinadas fases de seu desenvolvimento, podem assemelhar-se às aftas.

Prevenção: As pessoas com propensão para aftas devem evitar ingerir frutas e condimentos ácidos. Uma dieta rica em ferro, ácido fólico e vitamina B12, encontrados em carnes vermelhas e folhas ou legumes verde-escuros, colaboram na prevenção. Além disso, o combate ao estresse também é um forte aliado.

Fontes de pesquisa:
Danielle Palacio – Cirurgiã-Dentista Especialista Programas Governamentais
Marcia Valéria Gualberto Barbosa Costa – Cirurgiã-Dentista Saúde da Família
Adriana de M. C. Terrazas – Cirurgiã-Dentista Saúde da Família
Simone Nofuentes Rodrigues – Cirurgiã-Dentista Saúde da Família

Confira também

diclofenaco dúvidas

Diclofenaco Sódico x Diclofenaco Potássico: qual a diferença?

O Diclofenaco pertence a um grupo de medicamentos chamados antinflamatórios não-esteroidais (AINEs), usados para tratar …

aspirina e dor de cabeça

Aspirina como um remédio para dor de cabeça do tipo tensão

Uma dor de cabeça do tipo tensão (TTH) é geralmente de leve a moderada e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *