Google+
domingo , 10 dezembro 2017
vinho saúde afrodisíaco

Vinho tinto: um afrodisíaco natural feminino

vinho saúde afrodisíacoA existência de uma vida sexual saudável é sumamente importante e algumas vezes é preciso uma pequena apimentada. Nestes casos um bom afrodisíaco natural é sempre útil, pois assim não é preciso recorrer aos produtos industriais.

Para isto, a pesquisa realizada na Universidade de Florença na qual foi estudada a relação do impulso e da vida sexual das mulheres, relacionando-os com o seu consumo de vinho tinto, bebida alcoólica à qual tem-se-lhe atribuído historicamente as propriedades afrodisíacas. Os resultados foram bastante interessantes. Os pesquisadores, que publicaram sua investigação no Journal of Sexual Medicine, trabalharam com 800 mulheres entre 18 a 50 anos de idade, às quais lhes solicitaram que preenchessem um questionário para avaliar seus níveis de saúde sexual.

Separadas em função do seu consumo de vinho diário (dois taças diárias, menos de duas taças diárias ou cero consumo), aquelas mulheres que consumiam duas taças eram as que tinham a melhor vida sexual, com a peculiaridade de serem as mais adultas, algo paradoxal, pois a idade está associada ao descenso da vida e saúde sexuais. A explicação de por que acontece isto não está completamente esclarecida. Mas os pesquisadores arriscam-se a associar isto com a capacidade do vinho de fortalecer as veias e artérias, possibilitando que o sangue circule melhor e que alcance com maior facilidade as zonas erógenas.

Fonte: M de Mulher

Que tal associar tudo isso? A chance aparece com o Motéis Paradiso que leva você e mais um acompanhante para apreciar o melhor do inverno no Vale dos Vinhedos. Acesse o site www.moteisparadiso.com.br faça seu cadastro e concorra a um final de semana com jantar no Hotel Villa Michelon em Bento Gonçalves.
mo

Confira também

Tática para envelhecer com saúde

Envelhecer é um processo natural e inevitável cujos sinais iniciam a partir dos 30 anos. …

Você sabe como armazenar o leite materno?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam o aleitamento materno …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *