Google+
segunda-feira, julho 23, 2018
77925011 - close-up of a woman rejecting glass of milk at home

Teste de intolerância a lactose: agora rápido e fácil

Olha a novidade! Agora tem um jeito novo de fazer o teste de intolerância à lactose para saber se o paciente tem ou não a síndrome. Muito mais fácil de ser feito, principalmente quando se trata de bebês, mas claro, também está disponível para os adultos.

Basta uma amostra da saliva para o laboratório examinar um gene específico a partir do DNA e constatar se o paciente possui ou não intolerância. O resultado do teste genético sai em aproximadamente uma semana.

Esse exame torna o procedimento menos invasivo e incomodo, já que o realizado normalmente necessita de 3 coletas de sangue e uma ingestão de sobrecarga de lactose.

Veja aqui uma receita de cuca sem lactose.

INTOLERÂNCIA x ALERGIA

Não confunda intolerância ao leite com alergia ao leite, são problemas diferentes!

Entenda: a alergia é uma resposta imunológica do organismo à proteína do leite. Sendo assim, o organismo entende que tal proteína é um agente estranho que precisa ser combatido, por isso desencadeia em reações alérgicas (diarreia, urticária, asma e, às vezes, febre). Já a intolerância se relaciona com a falta da enzima lactase. A lactose é o açúcar do leite e seus derivados. A enzima faltante é a responsável pela digestão desse açúcar, o que ocasiona a intolerância.

O que não muda é que ambos precisam ser diagnosticados e tratados com o acompanhamento de um médico.

No geral os sintomas são:

Dor aguda na região do abdômen | Gases | Diarreia | Presença de gordura nas fezes | Inchaço | Indigestão | Náuseas | Vômito

Em bebês, o principal sintoma são as cólicas, além de diarreia, erupção cutânea, vômitos, desidratação e dificuldade de ganhar peso.

E a pergunta que não quer calar: Intolerância tem cura?

Infelizmente não! Mas claro, há tratamentos para tratar os sintomas. O principal é reduzir o leite ou aderir aos alimentos funcionais, ou a base de soja. Há casos em que o organismo tolera pequenas quantidades de leite e produtos lácteos como o iogurte ou queijo. É preciso observar a quantidade e relatar para o seu médico. Assim será mais fácil conviver com a síndrome.

Se você leu os sintomas e se identificou com alguns, converse com seu médico e faça o exame. Afinal, sempre é hora de pensar na sua saúde para viver mais e melhor!

ESATTA LAB ANÁLISES DE CLÍNICAS
TELEFONE (55) 3303-5300
VENÂNCIO AÍRES, 488 – VILA BRENNER, CRUZ ALTA

Confira também

Vacina contra gripe para cães, sim ou não?

Se você tinha dúvidas, nós esclarecemos: sim, os cães também podem ficar gripados e ter …

Seu filho tem tiques? Saiba o que fazer

Calma, você não está sozinha, esse é o transtorno involuntário do movimento mais comum na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.