Google+
terça-feira , 26 setembro 2017

Um grande inimigo chamado cortisol

cortisol13_nov2O cortisol é o principal hormônio relacionado ao stress, ele libera substâncias que reduz a quantidade de testosterona (hormônio responsável pelo crescimento muscular). Além de decompor o tecido muscular evitando que o organismo armazene os carboidratos em forma de glicogênio.

Quando os níveis de testosterona estão em baixa, prejudica o desenvolvimento e o crescimento muscular, além de causar um aumento dos estrógenos (hormônio feminino) que estão relacionados com a retenção de água tornando mais difícil a perda de gordura.

Para evitar esse processo, uma das melhores formas é manter uma alimentação saudável após o treino, pois se você repuser todos os nutrientes que o corpo perdeu durante o treino, os seus músculos terão uma recuperação mais rápida, evitando que o cortisol se eleve a picos muito altos.

Após o treino, é indicado que você consuma de 30 e 50 gramas de proteína do soro do leite (whey protein) com 60 a 100 gramas de carboidratos. A maltodextrina é a mais indicada, podendo ser substituído por carboidratos como papinha de arroz ou trigo.

Você também pode ingerir antes dos treinos 5 gramas de aminoácidos ramificados (BCAA), que ajuda a manter os níveis de testosteronas além de proporcionar energia muscular.

O BCAA provoca pico do nível de insulina facilitando a digestão dos carboidratos. A proteína ajuda a prevenir o catabolismo que está relacionado com o baixo nível de cortisol.

Faça mais refeições ao longo do dia, pois estudos comprovaram que incluir refeições pequenas de três em três horas ao longo do dia, reduz os níveis de cortisol. Insira na sua dieta alimentos com vitamina C e E, que ajudam nesse processo.

Muitos fatores podem levar ao aumento do cortisol no organismo, um deles é o treino intensivo. Se você treinar demais prejudicará o seu ganho, pois fará com que o metabolismo ultrapasse o ponto em que pode haver melhores ganhos.

Siga estas normas para aproveitar o máximo dos seus treinos. O indicado é que você treine 4 vezes por semana e reserve os outros dias para que o seu corpo se recupere. O seu treino deve durar no máximo 1 hora. Séries longas e repetitivas podem degradar o tecido muscular.

Reduza as atividades aeróbicas, pois elas provocam um aumento do cortisol e isso faz com que o músculo seja fonte primaria para obter energia, destruindo o músculo no lugar de ajudar a recompor. Faça três seções semanais com duração de trinta minutos. Manter o cortisol baixo equivale a menos gordura mais músculos, melhor recuperação e mais energia.

By Nuno Salgueiro, administrador do grupo Treino Pesado – Acesse o Grupo AQUI

Confira também

criança cuidados pais e filhos bem estar dos filhos

Evite este modo de agir com seu filho

Na convivência com os filhos em muitas situações e sem perceber, a tendência de alguns …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *