Google+
terça-feira , 17 outubro 2017

Neste carnaval não durma no ponto cinderela

boa-noite-cinderelaCarnaval chegando, muita folia, amigos, bebida e outros tantos atrativos que estas festas de Momo proporcionam principalmente aos jovens. Mas em meio a serpentinas e confetes é que mora o perigo. Você aceita bebida de algum “amigo” e de repente tudo escurece, você acorda em outro local, muitas vezes sem carteira, telefone celular, chaves do carro, etc… Então você percebe que foi vítima do famoso Boa Noite Cinderela!

O Boa Noite Cinderela possui esse nome popular devido ao seu efeito atingir o Sistema Nervoso Central e causar sonolência e amnésia. Mas diferente dos Contos de Fadas, quando as vítimas despertam do torpor induzido pela droga, não se lembram o que aconteceu, e em muitos casos podem sofrer roubos que são frequentemente acompanhados de estupro. Também é importante lembrar que geralmente a pessoa sob efeito destas drogas está “acordada” mas perde a consciência de seus atos e pode até fornecer dados pessoais ao agressor.

Mas afinal o que é o tal Boa Noite Cinderela? Esta droga é constituída por um coquetel de medicamentos encontrados em farmácias ou lojas veterinárias, como o flunitrazepam (um medicamento utilizado no controle de ansiedade e insônia) e a cetamina (um anestésico de uso veterinário). Estes medicamentos são facilmente misturados nas bebidas deixando pouco ou nenhum odor ou gosto, por isso que o Boa Noite Cinderela é tão perigoso, uma vez que a vítima o ingere sem perceber.

Portanto, se você pretende festejar o carnaval, tome cuidado com as “maçãs envenenadas” oferecidas, alerte também amigos e parentes sobre os riscos destas drogas…Tomando alguns cuidados simples como estes, você estará mais seguro para se divertir muito, ser feliz e aproveitar o carnaval!

by Hecson Jesser Segat, Farmacêutico, Mestre e Doutorando em Bioquímica Toxicológica – UFSM

Confira também

Cuidado com as músicas que seu filho ouve

                              …

Sete Fatos sobre a bariátrica

Veja agora 7 fatos sobre a bariátrica

Cem mil cirurgias bariátricas foram feitas no Brasil em 2016. Todas essas pessoas tiveram solução …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *