Google+
sábado , 23 setembro 2017
A cafeína é uma das substâncias psicoativas mais utilizadas no mundo,

O bom e velho “pretinho básico”. Cafeína, foco de investigações científicas!

A cafeína é uma das substâncias psicoativas mais utilizadas no mundo, E alguém duvidava? A cafeína está inserida no dia a dia do Brasileiro, faz parte da vida e provavelmente esteve apoiando muitas conquistas. Acordar cedo pede um cafezinho. Manter-se acordado até mais tarde? Só com o auxílio do “pretinho básico”. Para os estudantes certamente ele é o fiel companheiro. Após as refeições, o que combina?

A cafeína é uma das substâncias psicoativas mais utilizadas no mundo, promovendo efeitos em inúmeras funções fisiológicas, incluindo resistência física, humor, sono e dor. As fontes alimentares mais comuns de cafeína são café, chá, chocolate e bebidas derivadas da cola.  Já a quantidade de cafeína presente nessas bebidas varia de acordo com a espécie da planta, o tipo de grão de café, cacau ou folha de chá, a localização geográfica, o clima, as práticas culturais e o tamanho da porção consumida.

Além de ser consumida como bebida, diversos medicamentos analgésicos, principalmente para cefaleia, contem cafeína associada ao paracetamol ou aos anti-inflamatórios. Clinicamente, a cafeína é utilizada como estimulante do sistema nervoso central.

Sendo assim, vários grupos de pesquisas do mundo estão investindo nessa molécula tão cheia de efeitos e tão consumida. Recentemente uma onda de pesquisas acerca da cafeína inundaram os jornais e revistas científicas. Todos só falam dos benefícios que a cafeína nos trás. Há poucos anos ela era a vilã, e hoje através de muitos estudos, é a mocinha da vez.

Ainda mais quando relacionada com benefícios e possíveis tratamentos para as doenças da modernidade, como a depressão, que é a doença com “maiores custos socioeconômicos do mundo ocidental”. Estando entrelaçada com essa geração corre-corre que vive sem tempo para a vida, sem tempo para o exercício físico, sem tempo para a família, sem tempo…sem tempo…acompanhada de todas as dificuldades que a rotina acarreta somadas ao stress são agravantes, nos tornamos uma “bomba-relógio”.

Estudos, publicados há poucos dias, revelam que o consumo de cafeína é eficaz tanto na prevenção como no tratamento da depressão. Tais resultados são frutos colhidos ao longo de seis anos de experiências de uma equipe de pesquisadores da Alemanha, Brasil, Estados Unidos e Portugal. Eles efetuaram um conjunto de estudos em ratos para avaliar em que medida a cafeína conseguia interferir na depressão. O resultado foi animador, pois os animais que consumiam cafeína, em doses equivalentes a quatro ou cinco xícaras de café por dia em humanos, apresentavam menos sintomas em relação ao outro grupo, que registrou as cinco alterações comportamentais típicas da depressão (imobilidade, ansiedade, perda de prazer, menos interações sociais e deterioração da memória).

Os pesquisadores alertaram que embora seja necessário efetuar um ensaio clínico, a transposição deste fármaco para a prática clínica pode ser bastante rápida, assim haja vontade da indústria farmacêutica, porque estamos perante um fármaco seguro, já utilizado nos EUA e no Japão para o tratamento da doença de Parkinson.

Litierri Razia – Farmacêutica e Mestre em ciências farmacêuticas

Confira também

careca calvice homens

Implante capilar pode ajudar na recuperação da autoestima

A cirurgia, cada vez mais sofisticada, proporciona um aspecto natural e é eficaz para tratar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *