Google+
sábado , 19 agosto 2017
sado e 50 tons

Sadomasoquismo e 50 tons

sado e 50 tonsNenhum livro ou filme teve tanta expectativa pelo público feminino quanto 50 Tons de Cinza. Você, mulher, sabe dizer o por quê? São muitos os motivos que fizeram dessa trilogia um sucesso absurdo para o universo feminino. Eu aposto em algumas:

  • Em partes, 50 Tons de Cinza é muito parecido com o meu trabalho. Faz quase 20 anos que tento derrubar tabus e preconceitos arraigados na cultura machista que vivemos. Por mais liberdade que exista nos dias de hoje, mulheres ainda sofrem as sequelas da repressão sexual. Grey fez as mulheres abrirem suas mentes para novas possibilidades, em contrapartida, abrirem também suas pernas!
  • Somos sinestésicas e auditivas, por isso o livro mexeu tanto com o íntimo das mulheres, fazendo com que soltassem sua imaginação e fantasiassem com cada detalhe retratado no livro, coisa que não aconteceu tanto com o filme, pois não somos tão visuais.
  • Muitas mulheres descobriram a masturbação! Sim, acredite se quiser, mas muitas mulheres nunca se masturbaram, em pleno século XXl. A trilogia nos livros, e agora com o filme, proporcionou esse efeito mágico em muitas, a arte de se tocar.
  • As mulheres descobriram as sex shops! Até antes do livro, um número muito menor costumava frequentar lojas de brinquedos eróticos. Na maioria das vezes, achando que estavam entrando num local proibido, sujo e imoral.
  • Sadomasoquismo veio à tona. O livro aborda uma prática cheia de tabus e preconceitos, chamando atenção de quem não tinha conhecimento e, muitas vezes, era extremamente preconceituoso com a prática.
  • Fez com que muitas mulheres colocassem em prática suas fantasias sexuais. Sempre lembrando as diferenças entre fantasia sexual e fetiche, o que é abordado nos 50 tons. Fantasia sexual é tudo que imaginamos e que nos faz sair da rotina. Lugares, situações, vestimentas, etc. Exemplo: Imaginar que está numa ilha deserta com seu parceiro ou que estejam namorando num local público (fantasiar com algo proibido). Algumas fantasias ficam apenas no plano imaginário e já nos fazem muito bem, outras vezes, quando possível, trouxemos para o plano real. De uma forma simples, fantasiar é sair da rotina no relacionamento. Fetiche não fica no mundo imaginário e muito menos acontece eventualmente para sair da rotina. Há uma espécie de obsessão por alguma pessoa, ou parte do corpo, ou situação, ou objeto. A pessoa só consegue ter interesse sexual através desse estímulo. O fetiche é visto como um desvio, afinal o meio preferido ou único de atingir satisfação sexual é manipulando ou observando essa parte do corpo ou objeto.

Independente dos motivos que levaram 50 tons ao sucesso, não podemos esquecer que é apenas um livro ou filme, ou seja, não deveria passar disso. Ainda mais quando o assunto – submissão e dominação – passa de uma prática de prazer sexual, para um padrão de relacionamento. Nenhum relacionamento pode ser prazeroso pra ambos apenas nesse formato.

Beijo bom!

Rita Ma Rostirolla
Consultora comportamental
Sex Personal Trainer

Confira também

JUDÔ CRUZ ALTA

Cruz-altenses trazem ótimos resultados da Supercopa Canoas de Judô

Aconteceu no ultimo sábado (15), a Supercopa Canoas no Centro Olímpico Municipal da cidade de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *