Google+
quinta-feira, Maio 24, 2018

Previna as temidas infecções de verão

Férias e verão formam uma combinação perfeita e muito esperada pela maioria das pessoas que desejam aproveitar a época do ano para se divertir e usufruir do merecido descanso. Apesar do bom clima da estação, não se pode descuidar da saúde. Algumas infecções são oportunistas e aparecem com maior intensidade nesse período. Saiba quais são e como evitá-las:

INFECÇÃO URINÁRIA
No verão ela aumenta! Entre os fatores de risco estão a desidratação e no caso específico de mulheres, a modificação da flora vaginal, que pode ser afetada por ficar em contato com biquíni molhado. Para se prevenir: boa higienização íntima durante o banho e trocar as peças molhadas sempre que possível.

DENGUE, CHICUNGUNYA E ZIKA VÍRUS
Com maior incidência de chuvas, cresce a proliferação do mosquito vetor comum às três doenças: o Aedes Aegypti. Todas elas apresentam características sintomáticas semelhantes tais como febre alta, dor no fundo dos olhos, vermelhidão na pele, dor no corpo e distúrbios gástricos. Para se prevenir: faça uso de repelentes, roupas claras e compridas. Porém a maneira mais eficiente é combater o mosquito transmissor, evitando seus criadouros. Neste aspecto, tenha cuidado adequado com o lixo doméstico, não deixe água acumulada, recolha os recipientes que possam ser reservatórios de água parada, encha com areia os pratinhos dos vasos de planta e trate a água da piscina.

OTITE
Dor e coceira no ouvido após banhos de piscina são sintomas de otite externa. A umidade é um paraíso para os microrganismos que causam essa infecção. Para se prevenir: use protetores de ouvidos para os adeptos ao mergulho.

MICOSES DE PELE
Coceira e manchas na pele podem ser sinal de micose cutânea. Tenha cuidado na areia, pois podem ter dejetos de animais. Para se prevenir: use chinelos para caminhar na beira da praia, seque bem a região entre os dedos e tome duchas sempre após sair da piscina.

 GASTROENTERITES
Diarreia, vômito e dores abominais são muito frequentes. Na maioria das vezes causada por vírus, a famosa “virose de verão”, porém casos graves podem ser causados por bactérias, como a Salmonela. As cidades litorâneas, com a visita de milhares de turistas, são os locais mais propícios em função de terem condições insatisfatórias de saneamento básico. Para se prevenir: evite consumir produtos que não estejam bem conservados ou que expostos ao meio ambiente e altas temperaturas. Além disso, procure saber a procedência dos alimentos e consuma muita água, de preferência filtrada ou fervida.

HEPATITE A
É outra doença comum do verão, exatamente porque uma das formas de transmissão é pela água ou alimentos contaminados com o vírus. Os sintomas podem demorar a aparecer, mas entre eles estão amarelamento da pele, febre, dores de cabeça e musculares e o aumento do tamanho do fígado.

PARA APROVEITAR AS FÉRIAS COM SAÚDE
Opte por uma boa alimentação e hidratação adequada, esses fatores ajudam o sistema imunológico e o organismo a prevenir infecções. Outro item fundamental é manter a higienização das mãos, evitando o toque na boca e nos olhos, pois se tratam de vias importantes de introdução do vírus no organismo.

Paula Rubin Facco Librelotto
Médica Infectologista
CRM-RS: 33683

Fone: (55) 3324 5886
Rua Barão do Rio Branco, 120
Sala 106, Policlínica HSL
Cruz Alta/RS

Confira também

Tudo que você precisa saber sobre: Rinite e Sinusite

  Basta a temperatura baixar para a obstrução nasal, irritação e coriza começarem a aparecer. …

Como tornar o seu filho um adulto independente

Dra. Estela Giordani Os adultos, ao lidar com seus filhos e também com as crianças …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *