Google+
sexta-feira , 15 dezembro 2017

Entenda a enxaqueca menstrual

Entenda a enxaqueca menstrualCertamente você já sentiu ou ouviu falar de alguém que sofre com dores de cabeça antes do período menstrual ― que se estendem até os primeiros dias do ciclo ― e chegam acompanhadas de enjoos, mal-estar e intolerância à luz. Esse incômodo atinge, aproximadamente, 16 a cada 100 mulheres e é chamada de enxaqueca catamenial ― dor encefálica ocasionada pela instabilidade dos hormônios que regulam menstruação (estrógeno e progesterona). “Esses hormônios sofrem uma oscilação durante a menstruação e, por conta do baixo nível de estrógeno no sangue, ocorre a enxaqueca catamenial”, afirma Erica Mantelli ginecologista e obstetra pós-graduada em Sexologia pela Universidade de São Paulo (USP).

Com o início do ciclo, o estrógeno (que tem a função de controlar os níveis do hormônio que proporciona o bem-estar) tem sua concentração reduzida no organismo, o que aumenta a quantidade de substâncias vasodilatadoras que causam o desconforto. As mulheres que fazem uso de pílula anticoncepcional com intervalo também não estão livres da dor, pois durante a pausa do medicamento também ocorre a diminuição do hormônio.

O tratamento da doença consiste no uso de medicamentos e na associação de hábitos que ajudam a prevenir o desconforto, como praticar atividades físicas, apostar em uma dieta balanceada e fazer acupuntura.  “As mulheres que são predispostas à enxaqueca podem optar pelas pílulas que contêm a progesterona e tomá-las sem realizar a pausa. Além disso, alguns anti-inflamatórios prescritos dias antes da menstruação podem diminuir os sintomas”afirma a ginecologista.

Fonte: Doutora Erica Mantelli

www.ericamantelli.com.br

Confira também

DICA PAIS E FILHOS: Atenção, as crianças absorvem tudo!

Dra. Estela Giordani Uma famosa pedagoga italiana, Maria Montessori, escreveu o livro “Mente Absorvente”, vou falar …

ENXAQUECA nunca mais! Vem aí um remédio específico para combater as crises

Se você sofre de enxaqueca sabe, essas dores são terríveis. Mas calma, vem aí um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *