Google+
segunda-feira, junho 18, 2018

Diabetes sem medo e a insulina

caneta-injecao-insulina-diabetes

Conhecendo melhor a injeção do bem e como aplicar e proceder com o avanço da tecnologia

Após ser diagnosticado como diabético, principalmente tipo 1, o paciente precisa entrar, o mais rápido possível, com a insulina. Ela é um hormônio naturalmente produzido pelo pâncreas. Nesse caso como sua produção é mínima, ela precisa ser aplicada.

Juntamente com o médico, será feita a escolha do melhor tipo de insulina a cada paciente. Para a aplicação do medicamento é necessário um “rodízio” de lugares para a melhor absorção. Os locais para isto devem estar longe das articulações (juntas), nervos e grandes vasos sanguíneos. O diabético é independente, então ele mesmo pode fazer a aplicação de seu medicamento. Após escolher e limpar o local, é preciso segurar o aplicador em um ângulo de 90° introduzindo a agulha inteiramente. A aplicação deve ser feita de forma suave e contínua. Ao final, deve-se esperar cerca de 10 segundos, retirar a agulha de uma vez só e pressionar um algodão embebido em álcool no local.

Como tudo que é tocado pelo avanço tecnológico, o modo de aplicação também mudou. Hoje existem aparelhos que tem o formato de uma caneta, um pouco maior, mais largo e que carregam um pequeno cartucho substituível que facilita transportar o remédio consigo. Outra saída são as bombas de infusão de insulina que liberam o medicamento 24h por dia através de um pequeno tubo e uma cânula (conhecidos como o conjunto de infusão) colocados sob a pele. O armazenamento da insulina é uma das partes mais importantes. Ela é muito sensível à luz direta e a temperaturas extremas. Nunca pode ser congelada, deve ser mantida na geladeira ou à temperatura ambiente (15° a 30°C), em local fresco e longe da luz solar direta.

E lembre-se, tome muito cuidado com sua insulina, pois ela é vital. Respeite os horários e doses da aplicação, qualquer problema ou dúvida consulte um médico e continue ligado na nossa série Diabetes sem medo.

Confira também

Anestesia sem dor, sim agora é possível

-Vem aí o Morpheus, não precisa mais ter medo da anestesia- Bem antigamente a analgesia …

Previna as temidas infecções de verão

Férias e verão formam uma combinação perfeita e muito esperada pela maioria das pessoas que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *