Google+
sábado , 23 setembro 2017
Diabetes e atividade física

Diabetes e atividade física

Não há mais dúvidas! De forma regular e com acompanhamento a qualidade de vida se sobressai.

A paixão por exercícios físicos e o fato de ser diabético insulino, dependente há 12 anos, só reforçou a vontade do Personal Trainer Tiago Barros de encarar novos desafios. Em entrevista exclusiva a Revista Vitale, aos 40 anos, ele revela como é sua rotina e o que precisa fazer para manter seu sonho e saúde em dia.

O que te motivou a buscar ajuda na atividade física?
Sempre gostei de praticar esporte, mas comecei a me interessar por Triathlon em 2008, quando decidi fazer meu primeiro IRONMAN, iniciando os treinos seis meses antes da competição. O que mais me motivou a este esporte foi o fato de eu ser diabético insulino dependente e sentir a necessidade de praticar atividade física para ter um bom controle do diabetes. Depois que comecei com este esporte, reduzi as doses das insulinas aplicadas, tenho um ótimo controle nos níveis de colesterol e baixo nível de gordura corporal o que diminuiu o risco da diabetes evoluir para danos em órgãos alvos como rins, coração e o aparecimento de outras doenças associadas.

Tens uma alimentação diferenciada nos dias que antecedem a competição?
Sim. Isso é fundamental. Para que esses benefícios sejam completos a alimentação adequada, com uma dieta balanceada, evitando a ingestão de álcool, frituras, gorduras, alimentos industrializados e refrigerantes, é essencial. No dia a dia opto por alimentos integrais, sete porções de frutas, muita proteína e sempre complementando com grãos como linhaça e quinua. Além disso, adotei uma suplementação diária com BCAA, Carboidrato, Wey Protein e Recovery 4:1; e, ainda, nos dias de competição, um esquema de reposição antes, durante e após a prova com suplementos específicos a base de sódio e glicose para evitar uma crise de hipoglicemia; o que é bastante comum com no exercício intenso.

Como é realizado o seu treino?
Faço 3 horas de musculação, 200 km de bicicleta, 8 de natação, 50 de corrida e 1 hora de massagem por semana

Minha orientação e acompanhamento vem da equipe de treinamento de Porto Alegre (Raiasul) e do meu técnico Frank Silvestrin

Quais competições que já participou? A paixão por exercícios físicos

4 IRONMAN
3,8 km Natação + 180 km de Bike + 42 km de Corrida

10 IRONMAN 70.3
1,9 km Natação + 90 km de Bike + 21 km de Corrida

Triathlon Olímpico
1,5 km de natação + 40 km de Bike + 10 km de Corrida

O que vem pela frente?

Estou me preparando para duas provas importantes, dia 05 de abril para o Campeonato Mundial de IRONMAN 70.3 Brasília (classificatória para a final mundial na Áustria) e dia 25 de outubro para Ironman 70.3 em Miami/USA.

Tiago é o brasileiro na 18°posição do Ranking Mundial de competições de IRONMAN e a prova viva de que uma pessoa com diabetes pode sim levar uma vida muito mais saudável e cheia de aventuras.

PALAVRA DA ENDOCRINOLOGISTA:

“O exercício físico traz uma melhora na ação insulínica, especialmente no músculo. Naturalmente, como o diabetes tipo 2 caracteriza-se predominantemente por resistência à insulina, nesses pacientes observa-se mais facilmente o efeito benéfico dos exercícios sobre o controle glicêmico. No entanto, indivíduos com diabetes tipo 1 e os não diabéticos apresentam também melhor sensibilidade à insulina induzida pelo exercício”, ressalta a endocrinologista Brenda O. Alberto CRMRS 27424.

Confira também

careca calvice homens

Implante capilar pode ajudar na recuperação da autoestima

A cirurgia, cada vez mais sofisticada, proporciona um aspecto natural e é eficaz para tratar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *