Google+
sábado , 23 setembro 2017

Cuidados no verão: saiba como evitar a desidratação, micose e queimaduras

imagem_blog_cuidados_verao_dez13

Com o verão quase aí, os pensamentos se voltam às férias, praia, piscina, viagens e lazer. Porém, é preciso ter cuidado com os excessos. Por ficarmos expostos e em contato com a água da piscina, o sol e as temperaturas altíssimas devemos cuidar com os excessos. Pois eles podem causar alguns malefícios à saúde. Fique por dentro das doenças mais comuns desta época do ano e veja como evitá-las.

Desidratação

É quando o corpo perde muita quantidade de líquido e sais minerais, principalmente pelo suor em excesso. Para evitar a desidratação, é preciso ingerir bastante líquido como a água e sucos naturais. Mas atenção, refrigerante além de não fazer bem à saúde, não hidrata. Os principais sintomas da desidratação são cansaço, boca seca, olhos irritados e secos, muitas horas sem urinar e em casos mais graves, febre, enjoos e desmaios. Para evitá-la basta o consumo de no mínimo 2 litros de água por dia e reforçar a hidratação quando ficamos muito tempo expostos a altas temperaturas ou na praticamos atividades físicas.

Micose

É uma infecção causada por fungos que se proliferam por diversas partes do corpo, como na pele, boca, couro cabeludo, unhas, pés, virilhas, troncos e costas. Apresentam como principais sintomas a coceira, vermelhidão e irritação. As unhas ficam mais grossas, amareladas ou com manchas brancas. Algumas micoses são mais comuns no verão devido à maior produção de suor e o clima quente e úmido.

A melhor forma de prevenir é manter os cuidados higiênicos redobrados, sempre secar-se bem após o banho, principalmente nas dobras, locais mais úmidos e entre os dedos. Além disso, evitar compartilhar utensílios de manicure e pedicure bem como retirar toda a cutícula, pois ela tem a função de proteger a entrada de fungos nas unhas. O tratamento deve ser indicado pelo médico dermatologista, podendo ser exclusivamente tópico ou associado à ingestão de medicamentos antifúngicos. Não utilize pomadas com cortisona, elas acabam alimentando os fungos. Nada de tentar soluções por conta ou seguir dicas de outras pessoas.

Queimaduras solares

São causadas pela exposição em excesso ao sol e principalmente quando não há proteção da pele. Quando elas acontecem, ocorre vermelhidão da pele, inchaço, bolinhas de água, mal-estar e dores no corpo. Para não passar por este desconforto e perder o bom do verão o melhor é sempre abusar do protetor solar, não se expor ao sol das 10h às 16h, usar roupas leves e bloqueadores como chapéus e óculos solares apropriados. Não se iluda com a sombra do guarda-sol ou com dias nublados. Eles apresentam perigo, pois minimizam a sensação de calor, sem proteger o nosso corpo dos raios ultravioletas, responsáveis por queimar a pele.

Para amenizar a sensação de calor use cremes, loções, leites e géis refrescantes e calmantes com maior base de água, que contenham calamina, mentol, azuleno e aloe vera. Evite banhos quentes, jamais caia no mito das pastas de dentes e não use espoliante na área afetada nem cremes com álcool ou anestésicos locais. Beba muito água e aproveite a sombra até ficar bem. E ainda, em casos mais graves, procure um médico.

Confira também

benefícios da maçã e banana

5 motivos para você amar banana e maça

A maioria dos brasileiros já conhece mas ainda poucos consomem. A maça e a banana …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *