Google+
segunda-feira , 20 novembro 2017
sobre ciúmes

Com a pulga atrás da orelha! Você tem medo de ser traída(o)?

sobre ciúmesQuando o assunto passa pelo coração, nossa cabeça fica rodeada de interrogações. E o ciúme é uma das emoções mais dolorosas que podemos vivenciar. Incutindo a sensação de estar totalmente fora de controle. Em geral, ele pode ter motivos verdadeiros e imaginários. Como respondemos ao ciúme é um assunto muito pessoal, porque envolve os nossos próprios níveis de confiança e capacidade. Quanto mais insegura a pessoa for, mais “pulguinhas atrás da orelha” terá. Determinadas pessoas sentem necessidade de ter tudo sob domínio. Isso acalma sua insegurança interior bem como sua baixa estima.

O ciúme exagerado, o desejo de posse e o medo da rejeição podem ter suas raízes profundas na infância e no relacionamento com os pais. Muitas vezes a qualidade de vida psicológica de uma pessoa depende dos tipos de vínculos que ela estabelece no início de sua vida com seus modelos (mãe, pai e/ou cuidadores) os quais serão mantidos durante seu amadurecimento. Nossas estruturas cognitivas serão organizadas em função dos mesmos. Estes vínculos são importantes para a formação da personalidade, bem como, na escolha de relacionamentos amorosos.

A precariedade dos vínculos afetivos, seja na infância ou nos relacionamentos anteriores, poderá levar o sujeito a ter dificuldades nas relações amorosas. Um relacionamento abarca não só a química entre duas pessoas, mas também nossas imagens inconscientes daquilo que é ser um homem ou uma mulher. As imagens interiores do homem e da mulher que todos trazemos dentro de nós são retratos de nossas necessidades, expectativas, potenciais, angustias e carências. Cada relacionamento profundo que estabelecemos poderá acionar um aspecto diferente do nosso mundo interior, apresentando-nos desafios diversos e provocando-nos diferentes reações. O ciúme é um dos sentimentos destrutivos que mais afetam os relacionamentos.

Então, como vai o seu ciúme?

Se você está vivendo um relacionamento cheio de ciúmes, está na hora de ponderar tudo. Por que está se sentindo assim? Ocorreu algo que perturbou o relacionamento? O ciúme tem muita afinidade com o medo, perda, abandono e insegurança. Com a psicoterapia você tem a oportunidade de entender o porquê dessa insegurança e qual seu histórico de vida que lhe fragilizou.

Lembre-se: “Coleira” aprisiona e não segura a pessoa amada, quem tem muito medo da traição e não tolera bem os riscos desse tipo de dor, sem perceber acaba criando as condições para que ela ocorra!

JOSELAINE GARCIA – Psicóloga e Hipnóloga – CRP/RS 18.433
Psicoterapeuta e Hipnoterapeuta
Pós Graduada em Docência Universitária
Credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Membro do Latin American Quality Institute
Psicóloga laureada com diversos prêmios: Estadual, Nacional e Internacional

Confira também

Saiba como ensinar seu filho sobre os efeitos da fofoca

Dra. Estela Giordani Se você é uma destas mães ou pais que não suportam que …

Treino funcional – a modalidade que conquista!

Você é do tipo que sabe da importância da atividade física, mas não se imagina …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *