Google+
sábado , 19 agosto 2017

Calvície: uma opção?

calvicie-uma-opcaoA famosa marchinha de carnaval “Nós, os carecas” escrita por Roberto Roberti e Arlindo Marques Jr. no ano de 1942, quem nunca ouviu? Mas, será que essa música popular representa o verdadeiro sentimento das mulheres, e melhor, será que os homens sentem-se a vontade com a pouca densidade capilar, o que caracteriza os calvos?


Até poucos anos, a calvície não era uma opção, e sim uma característica imposta pela genética. Jovens adultos tinham que conformar-se com a falta de opção em relação a quantidade de cabelos, uma vez que os tratamentos clínicos eram ineficazes e a cirurgia proporcionava resultados artificias, o que estigmatizava os pacientes que recorriam ao transplante capilar.
Há mais ou menos uma década, a calvície tornou-se verdadeiramente uma opção, uma vez que a técnica do transplante folicular, ou transplante individual de folículos capilares, foi proporcionada aos calvos pelos cirurgiões plásticos. Essa cirurgia visa aumentar a densidade capilar de uma forma sem estigmas, e tem em seu trabalho artesanal o segredo do sucesso de bons resultados.
A satisfação do resultado inicia já na consulta pré-operatória, quando o cirurgião quantifica a necessidade de folículos, bem como a disponibilidade dos mesmos para o transplante. Sabe-se que a raça branca tem de 70 a 100 Unidades Foliculares por cm², e que uma boa densidade capilar se consegue com a presença de 50 % dessas unidades em um mesmo espaço. Assim, o cirurgião traça como meta uma densidade de 35 a 50 UF/cm2.
A cirurgia, feita sob anestesia local e sedação venosa, leva em torno de 4 a 6 h de duração. Inicia-se com adequada monitorização do paciente e acompanhamento anestésico em ambiente hospitalar. No processo, se obtém a faixa de couro cabeludo da região posterior da cabeça, a qual será maior ou menor de acordo com a necessidade de folículos. Esses folículos são individualizados e implantados nas áreas calvas, respeitando sempre as características familiares e genéticas do paciente.
Depois de finalizada, a alta hospitalar é obtida em algumas horas. Entre 48h e 72h o paciente retorna às suas atividades normais. Em 15 dias está apto a exercícios físicos. Em 3 meses inicia-se o crescimento dos cabelos implantados e de 8 meses a um ano temos o resultado final do tratamento.
Estima-se que em torno de 40% dos homens acima dos 40 anos apresentam algum grau de calvície. Isso representa. em números, mais ou menos 2 milhões de gaúchos, que agora realmente podem ser carecas, e “desejados pelas mulheres” também por opção.
Dr. Marcelo Machado – Cremers 27009
Cirurgião Plástico especialista pela SBCP – Médico formado pela Universidade Católica de Pelotas/RS – Cirurgião Geral pela Fundação Universidade do Rio Grande/RS – Cirurgião Plástico pelo Hospital Federal de Bonsucesso/RJ – Cirurgião visitante da Clinica Uebel, especializada em Transplante Capilar em Porto Alegre/RS.

(Olho)
“Não precisa ter vergonha
Pode tirar seu chapéu
Pra que cabelo? Pra que seu Queiroz?
Agora a coisa está pra nós, nós, nós…”

Confira também

método pronokal

Método PronoKal – Rigor e ciência para a perda de peso

Com a chegada do calor, a preocupação com o excesso de peso volta com tudo. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *