Google+
sexta-feira, Abril 27, 2018

O antibiótico não faz mais efeito? Entenda o motivo!

SUPERBACTÉRIAS uma ameaça à saúde

Se você é daqueles que ao ter uma febre baixa já procura tomar antibiótico, CUIDADO!

Pesquisas demostram que 10 milhões de pessoas morrerão por uso excessivo e descontrolado desse medicamento até 2050. Isso tudo devido as SUPERBACTÉRIAS, que não respondem mais aos antibióticos disponíveis hoje, causando infecções muito graves e difíceis de curar.

As superbactérias também chamadas de bactérias multirresistente tem ganhado destaque não só no meio hospitalar. São bactérias capazes de criar “escudos” contra antibióticos potentes, tornando-se resistente a esses. No Brasil são responsáveis por 23 mil mortes por ano, além de causarem longos períodos de internação e tratamentos prolongados, principalmente nas unidades de terapia intensiva (UTI).

Elas têm sido encontradas fora do ambiente hospitalar, principalmente em pacientes debilitados, portadores de doenças crônicas ou com alterações da imunidade. Aqueles que fazem uso frequente de antibióticos, uso em doses erradas, assim como, tratamentos incompletos, estão sob risco.

A causa dessa resistência aos antibióticos é multifatorial, Contundo o uso indiscriminado é o maior problema! Isso não quer dizer que não deva tomar antibiótico, mas esse medicamento deve ser prescrito e ingerido corretamente.

O tratamento para as superbactérias é difícil e consiste em uso de antibióticos, muitas vezes combinados, entretanto é necessário medidas de controle da disseminação. Essas bactérias têm a capacidade de passarem os mecanismos de resistência entre si e isso acontece muito rápido. Enquanto levamos anos para criar antibióticos, elas tornam-se resistentes em minutos.

Algumas dicas:

  • Antibióticos são tratamento para infecções bacterianas, ou seja, não devem ser prescritos para doenças virais, como gripe e resfriado;
  • Use antibiótico apenas com prescrição médica;
  • Respeite os horários e doses prescritas;
  • Faça o tratamento completo;
  • Existem exames que podem identificar essas bactérias;
  • Se você tem usado antibióticos com frequência, consulte um especialista.

 

Mais informações:  Dra Paula Rubim Facco Librelotto

Contato: https://www.facebook.com/DraPaula15159/

 

Confira também

Impetigo: saiba como evitar a infecção que atinge crianças

A doença é altamente contagiosa, caracterizada pela infecção causada por uma bactéria que já está …

3 livros que você não pode deixar de ler

Ler traz inúmeros benefícios a saúde metal e física, estimula a criatividade, expande o vocabulário …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *