Google+
quarta-feira , 18 outubro 2017
anorexia angelina jolie

Era uma vez uma princesa gordinha…

anorexia angelina jolieEssa princesa queria emagrecer, mas queria isto sem esforço. Então uma velha feiticeira ofereceu uns remedinhos que prometem tal resultado e que só “tomando esses comprimidinhos, você perde o apetite e peso sem esforço nenhum, assim você terá o corpo perfeito e todos os príncipes ficarão encantados por você”, dizia a velha.

É sabido da eterna busca por aquele corpo de “Vênus de Milo”, um corpo escultural, cheio de curvas, sem estrias, celulite. Pois é isso que pregam os padrões da moda, com suas modelos tão lindas, tão elegantes, tão esqueléticas, tão pele e osso que muitas vezes mais parecem caveiras ambulantes. E é nessa busca incessante pela “beleza” que muitas vezes, principalmente as mulheres, acabam utilizando artifícios que prometem milagres a respeito de queimar gordura, reduzir o apetite entre tantas outras maravilhas. E já dizia minha avó “quando a esmola é demais até o santo desconfia”.

Sim, existe no mercado uma gama de produtos amplamente empregados para perda de peso. E estes fármacos, chamados de aminas anorexígenas, são classificados como estimulantes do sistema nervoso central e promovem a redução do apetite, sensação de saciedade e consequentemente promovem emagrecimento sem muito esforço. No entanto, aí que mora o perigo, pois utilizar esses fármacos é a mesma coisa que tentar cobrir o sol com a peneira. A pessoa emagrece enquanto está fazendo uso, porém ao cessar o tratamento, tudo volta a ser como era antes.

Então podemos concluir que quanto mais tempo estes medicamentos milagrosos forem utilizados, mais peso será perdido? Com certeza sim, mais peso será perdido, mas junto também se perde outras coisas. É pouco sabido, mas estes medicamentos promovem uma série de efeitos colaterais, sendo extremamente prejudiciais ao sistema nervoso central, provocando desequilíbrio entre as funções normais do cérebro e consequentemente, prejuízos neuropsiquiátricos. Além disso, é importante ressaltar que as aminas anorexígenas são capazes de induzir quadros de dependência, e na falta do medicamento, é muito comum observar sintomas de instabilidade emocional como irritabilidade e ansiedade.

Fármacos como Anfepramona, Femproporex, exemplos clássicos de inibidores do apetite, em 2011, foram retirados do mercado devido aos grandes prejuízos que provocam, no entanto, recentemente retornaram com tudo às prateleiras. A Sibutramina, outro exemplo, nunca “saiu de moda” e é extremamente utilizada. Mas será que realmente é preciso fazer uso destes medicamentos? Com certeza uma reeducação alimentar exige mais tempo para alcançar resultados e certamente é a alternativa mais saudável e segura. Antes de qualquer decisão procure seu médico de confiança e aja seguramente em prol da sua saúde.

Hecson Segat – Farmacêutico

Confira também

9 dúvidas que você precisa tirar sobre o câncer de mama

– No Brasil todos os dias são descobertos 156 novos casos- O Outubro Rosa é …

Cuidado com as músicas que seu filho ouve

                              …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *