Google+
segunda-feira, agosto 20, 2018

Seu filho pode estar com anemia adquirida

A anemia pode ter várias causas e se divide em dois grupos: adquiridas e hereditárias. Nessa edição vamos falar em especial da adquirida, a que mais afeta as crianças, gestantes, adolescentes, mulheres adultas em fase de reprodução e até mesmo os idosos.

A Organização Mundial de Saúde define anemia como a condição onde a quantidade de hemoglobina no sangue está abaixo do normal e carente de um ou mais nutrientes (ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas). Em 90% dos casos a deficiência se origina pela falta de ferro. O nutriente mais essencial para a vida e que atua na síntese (fabricação) das células vermelhas do sangue e no transporte do oxigênio ao corpo.

As causas da Anemia adquirida por deficiência de ferro são decorrentes do baixo consumo de alimentos com fontes de ferro ou ainda com baixa biodisponibilidade (que possuem ferro mas a absorção é baixa). Nas gestantes, por exemplo, a anemia pode ser causada pelas baixas reservas de ferro e pela elevada necessidade do mineral, isso em virtude da formação dos tecidos maternos e fetais.

Clique aqui e veja dicas sobre alimentação para gestantes

Hábitos que previnem

Em crianças, o diagnóstico dessa anemia é frequente, já que a maioria não costuma comer vegetais e alimentos ricos deste nutriente. O consumo de carne vermelha minimiza o risco por tem grande quantidade do ferro. Também vale ingerir vegetais de folhas escuras e alguns cereais como o feijão e a lentilha, no entanto estes possuem menor absorção.

Atenção aos sintomas:
(Mari, quem sabe tenta ícones, ela fez questão que fossem em “itens” e não em texto corrido)

Fadiga, fraqueza, pele pálida, batida cardíaca rápida ou irregular, falta de ar, dor no peito, tontura, problemas cognitivos, mãos e pés frios e dor de cabeça.

Tenha muito cuidado com as dietas radicais, leia mais.

Para as crianças: exame com certificado de coragem

O exame que diagnostica a anemia adquirida é simples, rápido e seguro. Para a análise basta coletar uma pequena amostra de sangue do paciente e avaliar a quantidade de glóbulos vermelhos e de hemoglobina. No intuito de amenizar o trauma das crianças com as agulhas da coleta, temos o hábito de disponibilizar óculos de realidade virtual, certificado de coragem e vários outros brindes divertidos, bem como a criançada gosta. Assim, o medo do exame diminui e a situação fica mais fácil de ser encarada.

ESATTA LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS
CRUZ ALTA
Av. Venancio Aires 474 | (55) 3303 5300
Também em: Panambi, Boa Vista do Incra, Ibirubá e XV de Novembro.

 

Confira também

Veja como a hidroginástica pode dar um basta na depressão

Não é novidade: a depressão se tornou a doença psiquiátrica mais frequente no mundo, atingindo …

Veja os benefícios das 3 bebidas mais queridinhas da estação

Chegou o frio e com ele aquela vontade de se aquecer. Mesmo quem ama o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.