Google+
domingo , 20 agosto 2017
tratamento cancer

Alimentação durante o tratamento do câncer

tratamento cancerO tratamento da neoplasia (tumor) é constituído pelo uso de medicamentos e equipamentos que atuam na destruição de células malignas e esse tratamento pode provocar efeitos colaterais que interferem na alimentação. A nutrição objetiva prevenir ou reverter possíveis deficiências de nutrientes, preservar a massa corporal magra, minimizar efeitos colaterais e maximizar a qualidade de vida do paciente.

Os efeitos mais comuns são náuseas, vômitos, redução do apetite, diarreia, constipação, falta de salivação alteração no paladar, mucosite, dificuldade de mastigar e consequentemente depleção nutricional. Para reduzir esses efeitos existem cuidados na seleção dos alimentos, preparo e na forma de realizar as refeições que devem ser aprimoradas. Veja algumas recomendações:

>Realize as refeições em um ambiente tranquilo e varie os alimentos consumidos.

>Nos casos de alterações no paladar é importante utilizar aromatizantes e condimentos naturais durante o preparo.

>Quando ocorrer mucosite, prefira alimentos macios e de fácil digestão.

>Caso a salivação seja reduzida (xerostomia) é importante o uso de saliva artificial e alimentos úmidos (caldos, sopas, sucos de frutas e molhos)

>Em momentos de náuseas evite preparar alimentos, prefira o consumo de alimentos de fácil digestão, como as frutas, sucos e água de coco.

>O ritmo intestinal acelerado pode ser causado por alterações emocionais ou por efeitos dos quimioterápicos, a diarreia pode levar a desidratação. Por isso, abuse do consumo de água, chás, sucos de frutas, água de coco, repositores de eletrólitos e evite alimentos com efeito laxativo.

>Na constipação evite alimentos que prendam o intestino. Aumente a ingestão de líquidos e aumente a ingestão de alimentos ricos em fibras (vegetais crus, ameixa, mamão).

>Quando não conseguir ingerir a quantidade de alimento suficiente pra suprir as necessidades nutricionais é oportuna a utilização de suplementos nutricionais, mas estes devem apenas complementar a alimentação.

As alterações na alimentação devem ser direcionadas às necessidades nutricionais e fisiológicas de cada paciente, por isso, procure sempre um nutricionista especializado.

Ana Lilia Gama – Nutricionista – Membro da equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional Enteral do Hospital São Lucas (Sergipe) – analilia.nutri@yahoo.com.br

Confira também

JUDÔ CRUZ ALTA

Cruz-altenses trazem ótimos resultados da Supercopa Canoas de Judô

Aconteceu no ultimo sábado (15), a Supercopa Canoas no Centro Olímpico Municipal da cidade de …

2 comments

  1. O tratamento do câncer deve ser encarado dessa forma e a nutrição sem mitos é sempre bem-vinda. Parabéns pelo excelente esclarecimento nutri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *