Google+
sábado , 24 junho 2017
4 perguntas que você deve fazer a si mesmo antes de começar a suplementar

4 perguntas que você deve fazer a si mesmo antes de começar a suplementar

A indústria da suplementação é hoje uma das maiores do mundo, e cresce vertiginosamente também no Brasil. Por consequência, a oferta de diferentes tipos de suplementos alimentares é enorme, com um sem número de marcas promovendo seus produtos, causando verdadeiro deslumbramento, seja pelos seus rótulos com belos e chamativos layouts, ou principalmente, pelos resultados que cada um alega promover.

E você, como público-alvo dessa oferta toda, certamente em algum momento já sentiu-se seduzido pela promessa de um “atalho” entre você e seus objetivos. Com esse misto de curiosidade e vontade, vêm também muitas dúvidas: Devo começar a suplementar? Por quais produtos começar? Quais os suplementos adequados aos meus objetivos? Em que horários fazer uso de suplementos? Manhã, Tarde? Noite? Pré-treino? Pós-Treino?

E lá vai você pro Google tentar tirar essas dúvidas. Não raro, ele te deixa com mais dúvidas do que certezas… Por hora, vamos nos ater a primeira pergunta: Será que devo começar a suplementar? Para responder essa pergunta, sugiro que você faça a si mesmo outras 4 perguntas antes, que te guiarão nesse processo.

1 – Estou treinando com intensidade suficiente para precisar tomar suplementos?

Um dos pontos principais a ser observado: Intensidade de treino. Se você já está treinando forte, saindo cansado, ficando dolorido, e principalmente, aumentando a intensidade do seu treino gradativamente, talvez seja a hora. Não seja como aqueles que acabaram de pagar a inscrição na academia e não sabem nem ligar a esteira pra fazer o aquecimento ainda, e já estão me perguntando sobre suplementação…haja paciência.

2 – Estou me alimentando corretamente de acordo com meus objetivos?

Ok, você traçou os seus objetivos, está treinando forte, seu nutricionista traçou um plano alimentar voltado para o seu objetivo, você está seguindo à risca (com uma ou outra escapadinha, porque ninguém é de ferro, claro), e já sentiu que a combinação desses dois elementos (treino+dieta) é poderosa, e já está mostrando seus primeiros resultados. Mas você se sente cansado, fadigado, ou talvez esteja estagnado nos resultados. Nesse caso, a suplementação aliada à dieta provavelmente lhe trará grandes benefícios. Mas nunca pense em suplementar para corrigir erros de uma dieta incorreta. Você estará apenas se enganando, perdendo tempo e dinheiro (o dono da loja agradece…)

3 – Estou bebendo água o suficiente?

“Ah sim, isso está ok, bebo dois litros todo dia”

Pra começar está bom…sim, pra começar. Essa medida, além de arbitrária (padroniza um valor geral pra pessoas completamente diferentes), é insuficiente para quem treina forte, come para suprir esse esforço e suplementa. Vai muito mais água aí nessa equação para manter o corpo funcionando enquanto sintetiza tudo isso (e isso é seu nutricionista quem vai estabelecer pra você o quanto). Além disso, lembre-se que nós somos basicamente constituídos de água, e seus músculos não são diferentes, chegando ela a fazer parte de 75% da composição deles. Pode ser realmente difícil beber água em grandes quantidades. Minha dica é fracionar a quantidade necessária durante o dia da mesma forma que se faz com as refeições. Parece anti-natural mecanizar um processo tão corriqueiro quanto beber água, mas acredite, dentro de poucos dias seu corpo vai estar clamando por água com uma frequência que você não vai acreditar. Tudo é hábito.

4 – Estou dormindo o suficiente?

Chegamos ao ponto onde MUITOS pecam, mesmo tendo todos os outros elementos ajustados em busca dos seus objetivos. Uma boa noite de sono é mais eficiente para a recuperação muscular do que qualquer suplemento pós-treino, anti-catabólico ou qualquer coisa que o valha. Você não dispõe de 8 horas para dormir? Tudo bem. Você não precisa dormir muito, você precisa dormir BEM. Seu quarto deve ser o seu santuário de repouso, e seu corpo deve entender ele dessa forma. Quando for dormir, desligue estímulos externos como TV, som computador, celular. De preferência, nem mesmo os tenha em seu quarto. Parece difícil? Novamente digo, tente. Insista um pouco. A repetição cria o hábito.

Esse roteiro é infalível, pois muito além de informar-lhe sobre a necessidade ou não de suplementação, é uma ferramenta poderosa no sentido de ponderar sobre todos os elementos prioritários que talvez você não esteja dando atenção. Pois são eles que vão te levar aonde você quer. E não um pó mágico que te faz crescer nem uma pílula milagrosa que te faz secar.

Bons treinos e até a próxima semana.

Michel Siva – Educador Físico

 

Confira também

copa panambi volei

Nesse domingo Panambi realiza mais um grande evento esportivo

16 EQUIPES CONFIRMADAS, MAIS DE 190 ATLETAS! Neste domingo acontece em Panambi a 1º Copa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *